dez 082010
 

Clinicare Medicina e Segurança do TrabalhoPrezados,

Neste primeiro artigo, vamos abordar de uma forma contextual, o conceito de Segurança e Medicina do trabalho.

Segurança do Trabalho:

Quando uma empresa é registrada, fisicamente esta locada em um ponto X.

E neste local, está ou estão alocado(s) seu(s) funcionário(s).

A partir de então, há uma atividade fim para que ela se propõe.E esta atividade, pode representar de uma forma simples ou complexa, um risco para o trabalhador, em qualquer que seja o segmento que ela esteja atuando.

Observamos então, a criação de um conjunto de medidas que procurem atuar de forma preventiva, buscando minimizar o que pode se transformar em um acidente de trabalho.

Agregado a este conjunto, podem estar as doenças ocupacionais.

Portanto, o que podemos entender por Segurança do Trabalho é:

Um rol de medidas, que procurem atuar de forma preventiva, buscando assim, preservar a integridade física, aliada a  capacidade de trabalho do trabalhador de acidentes de trabalho ou doenças ocupacionais.

MEDICINA DO TRABALHO OU MEDICINA OCUPACIONAL:

Tem o foco voltado para a preservação e a promoção da saúde do trabalhador.

Quando um trabalhador é contratado por uma empresa, de acordo com sua função, ele pode estar exposto a um grau de risco X ou Y, dependendo de sua área de atuação e segmento.

Para isso, temos esta especialidade médica, na qual o médico do trabalho contempla uma analise da saúde do trabalhador, observando os riscos a que ele esta exposto na empresa em sua area de atuação.

Na sequência de meus artigos, vamos pontunado um pouco mais sobre este segmento que muitas empresas ainda não entendem que são nevrálgicos para sua rotina.

Deixo no ar duas  perguntas:

Vocês já quantificaram quantos funcionários ficam ausentes de seus postos de trabalho por doenças ocupacionais?

Já quantificaram quanto isto representa em prejuízo não só financeiro, mas emocional e físico?

PARA REFLETIR!!!

Antigamente, os sócios ou “donos” das empresas, enxergavam o RH como um setor quando muito para fazer admissão ou demissão de funcionários.

Hoje, perceberam que dentro da Pirâmide Organizacional de uma empresa,  o RH tem um papel fundamental e deve estar na parte estratégica; pois lida com o maior patrimônio e ativo que uma organização pode ter: o CLIENTE INTERNO, ou seja, seu FUNCIONÁRIO.

E  agora senhore(a)s, vão cometer o mesmo erro?

escrito por Mauricio Ribeiro

Graduado em Jornalismo (FACHA), com MBA em Gestão de Serviços (UVA).

Profissional habilitado e com experiência em ministrar cursos em diversas áreas, incluindo atendimento ao cliente.

Experiência na área da aviação civil e vasta experiência comercial.

Socorrista Formado

Gerente Comercial da CLINICARE – SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO – QUALIDADE CERTIFICADA ISO 9001:2008

Comente Aqui!

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Loading Facebook Comments ...