jan 122015
 

Existe Uma Receita Para Liderar?Minha inspiração para este artigo nasceu de uma expressão muito importante dita por um Líder em um dado momento de um Treinamento de Liderança que ministrei em um Cliente e que considerei extremamente pertinente e relevante. A expressão dita por ele foi “…DESPERTAR PARA A LIDERANÇA…” E com este gancho, discorrerei sobre o assunto.

Era uma vez uma pessoa comum que um belo dia resolveu ser Líder. Foi ao médico e pediu a “Fórmula Mágica da Liderança”. Para completar, essa pessoa foi a uma livraria e perguntou sobre a possível existência de um livro chamado “Script Completo da Liderança”, onde, supostamente, teria o passo a passo para liderar. Segundo ele, estava à procura de algo que o ensinasse os caminhos das pedras.

Agora, pergunto: Existe uma receita mágica e infalível para ser um bom Líder em uma empresa?

A minha resposta é a seguinte: É impossível determinar e/ou prescrever uma receita infalível para ser um bom líder numa empresa. Cada um tem um modo próprio de desempenhar tal função, e não há jeito certo nem errado. Logo, não há uma receita mágica. Não existem respostas prontas, não há passo a passo. Porém, existem, sim, algumas ferramentas que auxiliam no desenvolvimento da Liderança, pois estamos lidando com questões de atitudes e comportamentos em primeira instância.

No entanto, de nada adiantarão as técnicas, se não houver o “despertar” para a Liderança. Trata-se de um processo interno e não, como as pessoas, equivocadamente, pensam, externo. Os líderes precisam saber reconhecer seus principais atributos e características, ou seja, precisam mergulhar em si e buscar o autoconhecimento. Identificar suas forças, suas fraquezas, suas ameaças, suas oportunidades e quais competências precisam desenvolver para apropriar-se de si, liderar sua equipe, ser reconhecido e aceito como Líder.

O Líder em potencial precisa sentir-se Líder, reconhecer-se como Líder, ter postura de Líder. Caso contrário, não conseguirá assimilar e muito menos colocar em prática as ferramentas externas existentes e que são de grande valia para o seu desenvolvimento. Após este momento de autorreflexão, o Líder em potencial deverá “testar” no dia a dia os instrumentos recebidos nos treinamentos vários vividos, verificar os efeitos e de que forma poderá aprimorar tais ensinamentos e, alinhar os instrumentos externos a sua personalidade de Líder. Aí sim, estará ele mesmo, criando a sua fórmula de Liderança. Logo, ele será o responsável pela elaboração de sua receita própria, pessoal e instransferível de Liderar, levando em consideração todo um cenário organizacional e as tendências de mercado.

A título de contribuição, eis algumas dicas que ajudarão para o “despertar” desse Líder: Leia, estude, busque informação, seja curioso, seja audacioso, não tenha medo de errar, pergunte, arrisque, seja empreendedor em sua função, busque conhecer-se mais e melhor, peça ajuda, amplie sua visão de mundo, reveja seus modelos mentais. A sua forma de agir e pensar podem comprometer, positiva ou negativamente, suas descobertas internas.

Uma dica valiosa é: escolha um Mentor, ou seja, mire-se em uma pessoa que você admira e espelhe-se nela. Ao agir desta forma, você estará dando um importante passo para descobrir que Líder é você e, o que necessita para tornar-se tanto um Líder quanto um Ser Humano melhor.

Boa reflexão e surpreenda-se com suas descobertas!!

escrito por Verônica Maranhão

Verônica Maranhão

Coach e Mentor ISOR Executivo, Corporativo e de Carreira com formação pelo Instituto Holos de Qualidade com certificação pelo International Coach Federation – ICF. Consultora em Gestão de Pessoas em diversas empresas de pequeno, médio e grande porte. Especialista em Desenvolvimento de Recursos Humanos, Administradora de Empresas, Docente em cursos de graduação e pós-graduação, Sócia-diretora da Arte Consulting – Gestão de Pessoas, Métodos e Processos.

 Escreva um comentário

(Obrigatório)

(Obrigatório)