mai 282015
 

Business Plan - Plano de Negócios

Ao fazer uma viagem, de um modo geral, costumamos pesquisar um pouco sobre o lugar pretendido, saber de antemão as possibilidades de diversão e condições de segurança e preço das coisas.

Se for uma viagem mais longa, muitos recomendam uma preparação maior, com muita coisa já estruturada antes da partida.

E por que as pessoas fazem isso?

Para terem uma chance maior de sucesso! Afinal de contas, quando viajamos temos, normalmente, como motivação algo importante para nós, costumamos ter grandes expectativas em relação a ela e não desejamos que dê algo errado, correto?

Então, na montagem de uma empresa é a mesma coisa. 

A palavra-chave do parágrafo anterior é “planejamento”! Assim como uma viagem, as empresas tendem a ser fruto do sonho de seus criadores que, muitas vezes, abrem mão de benesses para colocar em prática o que acreditam.

Você acha que qualquer empreendedor deseja que seu negócio dê errado?

Podemos comparar um plano de negócios aos mapas de tesouro, que mostram todo o caminho na busca do prêmio.

Um plano de negócios, que também pode ser chamado de “business plan” ou “plano empresarial” é o planejamento de um negócio que ainda vai iniciar ou que já está funcionando.

Neste contexto, o plano de negócio deve ser dinâmico e feito por todos os responsáveis do projeto, pois como vivemos em um mundo globalizado, se as informações não forem atualizadas, tal documento se tornará obsoleto e sem utilidade.

Quando alguém cria um documento como este tem o interesse de empreender ou expandir um negócio.

Além destes motivos, existem alguns outros: 

  • Transmitir credibilidade – Qualquer pessoa que estudar o seu negócio se sentirá mais seguro se você tiver um planejamento;
  • Atrair recursos – Se você for procurar investimento a primeira coisa que te pedirão é o seu plano de negócios;
  • Desenvolvimento de Gestão de Pessoas – Com este documento, você padronizará as formas aceitas pela empresa na relação entre as pessoas;

Apesar de um plano de negócios possuir os quesitos acima como motivação, este não se encerra aqui.

Pelo contrário, um planejamento como este costuma trabalhar diversas áreas:

  • Descrição da Empresa: Aqui você colocará todos os dados da empresa, o currículo dos sócios, assim como a missão, valores e visão da empresa. Além disto, também cabe colocar foto dos produtos e outra informação que considere importante;
  • Marketing: Este tópico comenta sobre a forma que você fortificará a marca da sua empresa. É muito importante porque sem ela dificilmente seu negócio irá a frente;
    Financeiro: É considerado por muitos como o ponto mais importante de um plano de negócios, pois, sem grana tudo não passa de sonho;
  • Operacional: Neste ponto é que você determinará os procedimentos e o funcionamento da operação, inclusive desenhando o espaço físico (leiaute) de seu ambiente de trabalho;
  • Mercado: Aqui você identificará quem são seus concorrentes, perfil de seu público-alvo e de seus fornecedores, avaliando suas possibilidades e seus diferenciais;
  • Projeção de Cenários: Com as informações citadas acima, fará projeções em diversos cenários. Sugiro que faça uma avaliação otimista, uma pessimista e uma mediana;
  • Sumário Executivo: Este tópico será feito por último, após todas as informações terem sido recolhidas. É com este quesito que você apresentará o seu negócio a qualquer pessoa. Se estiver interessante, as pessoas terão interesse de visualizar seu projeto com mais atenção.

Mesmo com estes tópicos constando em quase todos os planos de negócios bem preparados, dependendo do motivo de sua criação, terá uma ênfase maior em um ponto específico.

Se o seu interesse for buscar investimentos, terá que provar por “A + B” que o negócio será ou é lucrativo para que o investidor se sinta “seguro” (está entre aspas porque investir em empresas não é um investimento seguro) em colocar seu “rico dinheirinho”.

Agora, se o seu desejo é expandir a carta de clientes, seu foco estará voltado à Análise de Mercado e no Marketing.

Conclusão:

Se deseja montar ou expandir seu negócio, pense com carinho em investir um pouco do seu tempo na elaboração deste documento. Dificilmente uma empresa montada às escuras dá certo!

Reflita sobre duas frases a respeito de planejamento: 

“O tempo que você investe no planejamento é menor que o que economiza em seu cotidiano sem o mesmo” (desconhecido); 

“Se você falha em planejar, está planejando em falhar!” (Lair Ribeiro).

Pense nisto!

escrito por Carlos Pereira

Carlos Pereira

Psicólogo há oito anos, formado pela Universidade Estácio de Sá (Unesa), cursando MBA em Gestão de Pessoas pela UFF. Atualmente, é sócio fundador da consultoria Top Quality e do Bê-á-bá do RH.

Deixe uma resposta